Série 2022 - Igrejas Históricas do Triângulo Mineiro

Nesta temporada teremos uma mini série de três concertos destinados à apresentação e valorização do patrimônio histórico e cultural da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, destacando três igrejas históricas símbolo da história de Uberaba, Araxá e Uberlândia.

Os concertos e apresentações do conjunto buscam fortalecer o intercâmbio artístico na região de Uberlândia, formando parcerias estratégicas com artistas e anfitriões para amplificar o alcance das séries de concertos.

A programação é composta de 3 concertos transmitidos pela internet, e conta com repertório barroco correspondente à estética histórica das igrejas. Os concertos são permeados de imagens das igrejas, informações sobre a história e arquitetura dos locais, além de informações e curiosidades sobre o repertório. Diversas formações camerísticas são exploradas, contendo música sacra dos séculos XVII e XVIII.

Projeto executado com recursos do FUNDO ESTADUAL DE CULTURA – FEC, Protocolo N° 2020.2003.0079/FEC.

Programação

  • Facebook
  • YouTube

CONCERTO 01 - UBERABA

17/03/2022 - 20h

Concerto 01 - UBERABA - Museu de Arte Sacra

🌎 Igreja de Santa Rita (1854)

PROGRAMA
- Sammartini, G. - Trio sonata para flautas doces, n. 6
  I. Adagio   
  II. Allegro  
  III. Largo
  IV. Allegro

- Pepusch, J. C. - Trio sonata em, Sol menor
  I. Adagio
  II. Allegro
  III. Adagio
  IV. Allegro

- Bach, J. S. - Prelúdio e fuga em Fá maior (segundo livro) BWV 881

- Corelli, A. - Concerto Op. 6, N. 9
  I. Preludio (Largo)
  II. Allemanda (Allegro)
  III. Corrente (Vivace)
  IV. Gavotta (Allegro)
  V. Adagio
  VI. Minuetto (Vivace)

SOBRE O MUSEU DE ARTE SACRA

O Museu de Arte Sacra é um museu brasileiro localizado em Uberaba, no estado de Minas Gerais. A estrutura da Igreja de Santa Rita, construída no ano de 1854, é a base desse elemento histórico, tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1939. Com um acervo repleto de itens característicos do período barroco, dos séculos XVIII e XIX, o museu conta a trajetória da Igreja Católica na região por meio das vestes litúrgicas e paramentos sagrados, estandartes de procissões, imagens, móveis, entre outros. Constituído por um tecido bordado com linha e fios de ouro, originário da França do ano de 1909, o Conjunto de Casula é um dos objeto mais valiosos no museu. A maioria dos itens expostos são oriundos de doações da cúria metropolitana.

 

uberaba.jpg

CONCERTO 02 - ARAXÁ

31/03/2022 - 20h

Igreja de São Sebastião

PROGRAMA

- Boismortier – Sonata Op. 91 n.3 em Sol maior
I. Rondement  II. Air (gracieusement)  III. Gayement  

- Quantz, J. J. - Triosonata-e-Moll-QV-2-21
I. Adagio  II. Allegro  III. Gratioso  IV. Vivace  

- Schaffrath, C. – Dueto para fagote e cravo obligatto em Fá menor
I. Adagio  II. Allegro  III. Allegro  

- Schaffrath, C. - Dueto para oboé e cravo obligatto e Si bemol maior
I. Largo  II. Allegretto  

SOBRE A CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO

A Igreja de São Sebastião foi construída em 1804. Sua construção faz parte das singelas e delicadas construções mineiras do inicio do século XIX, obedecendo ao estilo colonial, bastante simples, e com influência jesuítica, semelhante à todas as Igrejas latinas.

A construção da capela, motivada pelas irmandades de São Sebastião e de São Francisco é datada do primeiro quartel do século XIX. Teve sua construção atribuída a José Pereira Bonjardim e esculturas do interior atribuídas a Bento Antônio da Boa Morte. A edificação original possuía uma torre que foi demolida em 1860 e definiu o aspecto atual da capela.

É o maior símbolo da religiosidade e devoção do povo de Araxá a São Sebastião e uma das maiores riquezas de seu patrimônio histórico.

Em 1979, foi tombada pelo IEPHA – Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico através do decreto do Governo do Estado Nº 19.908 de 22 de Maio de 1979 e também tombada pelo município através da Lei Nº 3.130 de 18 junho de 1996.

Localização: Av. Vereador João Sena, nº 358 – Araxá-MG
Resolução de Tombamento: Decreto Nº 19.908, de 22/05/1979

ARAXA.jpg

CONCERTO 03 - UBERLÂNDIA

14/04/2022 - 20h

Paróqua Nossa Senhora das Dores

PROGRAMA

- Cavalli, F. – Delizie, contenti (da ópera “Giasone”)  

- Kusser, J. S. - Wo bleibst du, mein Leben  

- Händel, G, F. - HWV 17 “Son nata a lagrimar, e il dolce”  

- Purcell, H. - Ode for Queen Mary's Birthday, Z. 321: No. 12,

Return Fond Muse  

- Händel, G.F. - Piangerò la sorte mia

(da ópera “Giulio Cesare in Egitto”), HWV 17 

- Caccini – Amarilli, mia bella  

- Händel, G.F. – Ária 3 - Süßer Blumen Ambraflocken HWV204 

- Wilderer, J. H. – Dormi, Giocasta (da ópera “Giocasta”) 

SOBRE A IGREJA NOSSA SENHORA DAS DORES

A Igreja de Nossa Senhora das Dores tem sua história vinculada à criação do Colégio Ressurreição Nossa Senhora, a primeira instituição religiosa de ensino do município de Uberlândia. Sua construção se deu na primeira  metade do século XX, pela Madre Maria Villac, uma jovem campineira de 19 anos que tinha como propósito para sua vida servir a Deus em uma congregação na Bélgica.

A edificação é um exemplar de arquitetura eclética onde podem ser observadas características da arquitetura românica e paleocristã-carolíngia. Construída, em 1936, meados do século XX, apresenta partido arquitetônico retangular com três volumes.

Matriz Nossa Senhora das Dores: Rua Dom Barreto, 60 – Fundinho

Tombada como Patrimônio Histórico Municipal pelo Decreto nº 11.995, de 08/12/2009.

Músicos Convidados

Post 4 - v1.png
Carlo Arruda
Cravo

Carlo Arruda é um cravista brasileiro que desenvolve sua carreira com bastante entusiasmo. Seus estudos envolvendo Música Brasileira para Cravo nos séculos XX e XXI resultaram em seu grau de Mestre pela Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em seu título de Doutor pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

Desde 2013 seus trabalhos acadêmicos foram publicados na Europa por intermédio da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música, sempre representando a música brasileira para cravo em suas comunicações.

Como intérprete, Carlo Arruda também tocou em diversos Masterclasses com professores importantes das principais instituições do mundo.

 

Nomes como Nicolau de Figueiredo (ScholaCantorum, Paris Conservatoire), Elizabeth Wright (Indiana University), Jacques Ogg (Koninklijk Conservatorium), Peter Sykes (Boston University), Ilton Wjunisky (Claude Debussy Conservatoire), Cláudio Ribeiro (Koninklijk Conservatorium), James Johnstone (Guildhall School of Music), Luca Gugliemi, além do estimado músico Sigiswald Kujiken. Atualmente é professor de piano no Conservatório de Uberaba – MG.

UBERLANDIA.jpg
Logomarca principal _GOV-Minas_Horizontal_2019_RGB.PNG

PATROCÍNIO:

Projeto executado com recursos do FUNDO ESTADUAL DE CULTURA.
Protocolo N° 2020.2003.0073/FEC