Série de concertos 2021

A programação da Camerata para o ano de 2021 consiste na realização de quatro concertos virtuais e duas palestras no formato de “live”, transmitidas ao vivo com a participação de músicos renomados em seus respectivos campos de atuação. Os concertos terão formação camerística diversa, contando com instrumentos como flautas doces, oboé barroco, fagote barroco, cravo, traverso barroco e vozes.

Os concertos e apresentações do conjunto buscam fortalecer o intercâmbio artístico na região de Uberlândia, formando parcerias estratégicas com artistas e anfitriões para amplificar o alcance das séries de concertos. Pretende-se que a série de concertos da Camerata se estabeleça como um evento regular no calendário cultural de Uberlândia e região.

O evento é possibilitado pela Prefeitura de Uberlândia pelo incentivo da Secretaria de Cultura de Uberlândia, através do Programa Municipal de Incentivo à Cultura.
 

Programação

  • Facebook
  • YouTube

CONCERTO 01 - Concerto de Abertura

23/11 - 20h

Paróquia Nossa Senhora da Abadia do Patrimônio

PROGRAMA

- Boismortier, J. B. - Concerto em Lá menor Op. 15 no 2
I. Allegro  II. Largo  III. Allegro  

 

- W. F. Bach - Trio em Sol maior 
I. Larghetto cantabile  II. Allegro  III. Poco Adagio  IV. Presto

- Quantz, J. J – Capricho N. 8 - Sarabanda com variações

- Quantz, J. J – Duetto em Si menor, Op. 2 N. 3
I. Allegro  II. Larghetto, alla siciliana  III. In tempo di minuetto ma grazioso

- Telemann, G. P. – Fantasia N° 3
I. Largo-Vivace  II. Largo-Vivace III. Allegro  

- Bach – Sonata BWV 1031 – Allegro (Arr. 3 flautas)  

 

CONCERTO 02 - O Cravo Obligatto

30/11 - 20h

Igreja Divino Espírito Santo do Cerrado

PROGRAMA

- Boismortier – Sonata Op. 91 n.3 em Sol maior
I. Rondement  II. Air (gracieusement)  III. Gayement  

- Quantz, J. J. - Triosonata-e-Moll-QV-2-21
I. Adagio  II. Allegro  III. Gratioso  IV. Vivace  

- Schaffrath, C. – Dueto para fagote e cravo obligatto em Fá menor
I. Adagio  II. Allegro  III. Allegro  

- Schaffrath, C. - Dueto para oboé e cravo obligatto e Si bemol maior
I. Largo  II. Allegretto  

CONCERTO 03 - Árias Barrocas

05/12 - 20h

Paróqua São Francisco de Assis e Santa Clara

PROGRAMA

- Cavalli, F. – Delizie, contenti (da ópera “Giasone”)  

- Kusser, J. S. - Wo bleibst du, mein Leben  

- Händel, G, F. - HWV 17 “Son nata a lagrimar, e il dolce”  

- Purcell, H. - Ode for Queen Mary's Birthday, Z. 321: No. 12,

Return Fond Muse  

- Händel, G.F. - Piangerò la sorte mia

(da ópera “Giulio Cesare in Egitto”), HWV 17 

- Caccini – Amarilli, mia bella  

- Händel, G.F. – Ária 3 - Süßer Blumen Ambraflocken HWV204 

- Wilderer, J. H. – Dormi, Giocasta (da ópera “Giocasta”) 

CONCERTO 04 - Les Goûts Réunis

19/12- 20h

Paróquia Nossa Senhora da Abadia do Patrimônio

 

PROGRAMA

- Fasch, J. F. - Quarteto em Sol maior FaWV N-G1
  I. Andante    II. Allegro    III. Affettuoso    IV. Allegro  

- Marais, M. - Suite em Mi menor
  I. Prélude    II. Fantaisie   III. Allemande   IV. Courante  

  V. Sarabande à l’Espagnol   VI. Gigue la Badine  

- Fasch, J. F. Quarteto emSi bemol maior FaWV B1
  I. Largo    II. Allegro    III. Largo    IV. Allegro 

- Veracini, F.M. - Sonata para violino e baixo contínuo, Op.1 N.1
  I. Overtura    II. Aria   III. Paesana    IV. Minuet    V. Giga  

- Couperin, F. - L’Art  de toucher le clavecin
   Prelúdios 1 a 8  

- Pla, J. B. Sonata em Ré menor
  I. Allegro    III. Allegro 

Lives - Bate-papo sobre música barroca

LIVE - O Cravo no Brasil

Convidado: Carlo Arruda

Músicos Convidados

LIVE - A viola da gamba

Convidado: Iris Faceto

Post 3 - v2.png
Iris Faceto
Viola da Gamba

Natural de São Paulo, iniciou os estudos musicais através o violão clássico e desenvolveu diversos projetos de ensino da notação musical em Braille para pessoas com deficiência visual. Em 2014 transferiu-se para a Itália onde começou a dedicar-se à música antiga através a viola da gamba.

 

Estudou no Conservatório de Torino (Itália) e no Conservatório de Brescia (Itália). Participou de masterclasses com Phillipe Pierlot (Koninklijk Conservatorium Brussel, Bélgica) e Xurxo Varela (Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, Portugal).

 

Como intérprete, vem se destacando como proeminente solista em Itália, apresentando-se em importantes Festivais como Festival Internazionale dela Musica Torino Milano (MITO Settembre Musica) e Baroque Festival Florence, e em série de concertos das Laudes Paschales - Resonare, Affetti Sonori - Concertante, Musica nel complesso ebraico, entre outros.

É membro do ensemble "Mappa Mundi" e do duo "Novus Modus Vetus" com o violoncelista Dario Destefano. Atualmente estuda no Conservatório de Florença (Itália) com o professor Paolo Biordi.

Post 5 - v1.png
Post 4 - v1.png
Giovani dos Santos
Violino Barroco
Carlo Arruda
Cravo

Giovani dos Santos vem atuando nas principais orquestras do RS desde 2008, se destacando como um dos mais proeminentes violinistas da região Sul do Brasil, tanto no violino moderno quanto barroco.

 

Foi vencedor no Concurso Jovens Solistas da FUNDARTE 2010, convidado por Leon Spierer (spalla da Filarmônica de Berlim 1963-93) para o Deutsch-Skandinavische Jugend-Philharmonie 2011 em Berlim, bolsista integral do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão 2015 e eleito spalla da Orquestra Acadêmica do Festival Internacional SESC de Música de Pelotas em 2013 e 2018.

 

Obteve seu diploma acadêmico de Bacharel em Música com especialização em violino moderno pela UFRGS sob orientação da Ms. Hella Frank. Como violinista barroco, participou de festivais de música especializados em música antiga e aulas particulares, onde teve orientação de Luís Otávio Santos, Rodolfo Richter, Rebecca Huber, entre outros.

Carlo Arruda é um cravista brasileiro que desenvolve sua carreira com bastante entusiasmo. Seus estudos envolvendo Música Brasileira para Cravo nos séculos XX e XXI resultaram em seu grau de Mestre pela Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em seu título de Doutor pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

Desde 2013 seus trabalhos acadêmicos foram publicados na Europa por intermédio da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música, sempre representando a música brasileira para cravo em suas comunicações.

Como intérprete, Carlo Arruda também tocou em diversos Masterclasses com professores importantes das principais instituições do mundo.

 

Nomes como Nicolau de Figueiredo (ScholaCantorum, Paris Conservatoire), Elizabeth Wright (Indiana University), Jacques Ogg (Koninklijk Conservatorium), Peter Sykes (Boston University), Ilton Wjunisky (Claude Debussy Conservatoire), Cláudio Ribeiro (Koninklijk Conservatorium), James Johnstone (Guildhall School of Music), Luca Gugliemi, além do estimado músico Sigiswald Kujiken. Atualmente é professor de piano no Conservatório de Uberaba – MG.